Coletivo literário "Nacionalidade: Brasileira"

 

Dentre tantas, uma das maiores bizarrices que surgiu nos últimos anos foi o patriota que odeia o Brasil.

Ele veste a camiseta da CBF e cola bandeiras no carro, mas detesta o povo brasileiro e sua cultura, seu folclore, seus artistas, sua História, seus sotaques, suas vozes, suas riquezas naturais, seus povos originários, seu chão.

Ele só ama e reconhece o Brazil que se escreve com Z.

Nestes tempos estranhos e obscuros, acredito que nunca foi tão importante nos reconhecermos como brasileiros; aquele que busca realmente conhecer o seu país, nosso passado e presente, e por isso ama e respeita o que faz do Brasil o Brasil.

Razão pela qual anuncio o coletivo literário Nacionalidade: Brasileira, uma publicação da Editora Os Dez Melhores que reunirá autores brasileiros versando sobre ser brasileiro no Brasil de 2022.

Um registro destes tempos sombrios, mas também daquilo que esperamos e pelo qual trabalhamos para um futuro não tão distante assim: um Brasil verdadeiramente de todos, com menos desigualdade e com nossa gente voltando a viver, mais do que simplesmente sobreviver – em sentido literal e literário.

O lançamento está previsto para novembro de 2022, porque não há outro ano possível para lançar um livro como este.

Porque, afinal, Brasil se escreve com S.



 


Postagens mais visitadas deste blog

11 de setembro

Amanhã será um grande dia!

Sobre os paradoxos da vida