Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2022

Santo de casa não faz milagre?

Imagem
  Faz sim senhor! E quem quiser conferir, é só reservar na agenda o dia 29 de abril e aparecer no Juntos Coworking (Av. Dr. Waldomiro Graeff, 1091, em frente à praça central), em Não-Me-Toque, a partir das 18h! O Happy Hour Cultural reúne mais de 20 artistas de Não-Me-Toque e Carazinho das mais diferentes áreas, como literatura, artesanato, artes plásticas, culinária, ilustração, entalhe e customização. Em paralelo às exposições e à feira cultural, rola um pocket show com a banda Auto Sugestão e com a dupla Jorje Macedônia e Ronie Dengaten, trazendo a fina flor do rock, e apresentações de malabares, com Prego Dartagnan, e de capoeira, com Jamaica, além da presença da Liga dos Heróis. Promovido pelo Juntos Coworking , de Não-Me-Toque, e pela Editora Os Dez Melhores , de Carazinho, o Happy Hour Cultural busca criar pontes entre os artistas locais e sua comunidade, fortalecendo a cena e a cultura independente e promovendo o encontro, o pensamento e o diálogo – papel primordial da arte.

Galera da arte de Carazinho e cidades vizinhas, saca só!

Imagem
  Com a pandemia desacelerando, tomou forma e força a ideia de voltar COM TUDO com os eventos culturais, que tantas alegrias nos trouxeram lá nos idos de 2015, 2016 e 2017. Lembram? Mostras de Arte no Rancho Cavalo de Troia, Sábado Cultural na Fuccar, feirinhas na praça, Aniversário Cultural em Não-Me-Toque, lançamento da Revista Obscena, furdunço, junção, amigos, arte. Éramos felizes e sabíamos. Aí o pesadelo começou. 2018 veio atropelando. Em 2019, o desmonte da cultura brasileira começou. 2020 trouxe a pandemia e o resto desta trágica história todo mundo conhece. Por isso, neste ano em que conseguimos ao menos ver uma luz no fim do túnel que não é o trem vindo em nossa direção (espero!), juntamos uma trupe e decidimos: vamos fazer! Vamos voltar a fazer! Vamos recomeçar! Todo mundo está em crise de abstinência de encontros, risadas, música, arte e cultura – agora imagina tudo isso junto? Comecei a fazer os contatos com os artistas que conheço e, para minha tristeza, vi que boa parte