“Ao professor, a palavra” e eu

 


Este livro que estou segurando, chamado Ao professor, a palavra, é um dos projetos que mais tenho orgulho de ter realizado nestes quase 13 anos de lida literária.

Ele reúne 14 textos, escritos por 14 educadoras da rede pública e privada sobre a dor e a delícia de ser professor no Brasil, mais especificamente no Rio Grande do Sul e mais especificamente ainda em Carazinho, em Sananduva, em Passo Fundo.

Aqui, onde estamos.

Durante o processo de edição e produção do livro – que aconteceu no decorrer do triste 2020 – eu aprendi, repensei, refleti, chorei e sorri tantas vezes, que nem sei contar.

Que nem sei como agradecer.

Que as palavras destas professoras possam chegar até onde o vento venta, e que mais pessoas tenham a mesma oportunidade que eu tive, de aprender com quem tem tanto a ensinar.

De escutar quem tem tanto a dizer.

Postagens mais visitadas deste blog

11 de setembro

Amanhã será um grande dia!

Os corruptos originais